15.4.08

Os problemas, hoje

Gostei muito de estar contigo ontem, mesmo se só um bocadinho e naquelas circunstâncias. Os amigos fazem falta, sabes. Fazem-me falta. E, sinceramente, tenho saudades do tempo em que as nossas preocupações e correrias eram bem mais triviais. Quer dizer, nunca o foram verdadeiramente, ou na totalidade. Mas havia mais tempo, não havia? E mais gozo.

5 comentários:

M. disse...

Os problemas, hoje... a vida tem mesmo maneira de nos dizer quem manda, não é? You never know... Se soubesses, hoje. Se eu soubesse, ontem. E depois, o que é que isto importa, certo? To hell with it. Deu-me saudades tuas. Temos (tenho, eu sei) que roubar tempo algures;)...

João disse...

Pois tens. E às vezes pareces uma poetisa new age.

M. disse...

É impressão minha ou estás a gozar comigo? New age?! New age?! A coisa é grave, então...

M. disse...

Espera, sim, tens toda a razão. Mas acho que é pior do que new age;)... É por estas e por outras que as coisas se devem guardam na gaveta, não é;)?

João disse...

As coisas menos boas. As outras não.

Arquivo do blogue