8.5.08

E o Verbo atacou



Quilos de rodapés com espacejamentos traiçoeiros, fornadas de lagartixas em letra mínima, carradas de títulos, subtítulos e intertítulos, margens superiores, inferiores, esquerdas e direitas, esquemas, medidas, gráficos e tabelas, numerações, preços, calendários, translineações, arrobas de textos, textinhos, textúnculos, retextos e ideias à la minute. Óptimos pretextos para queimar a cabecinha toda, oferecer um rodízio de trapalhice, aturar a account neurasténica e ter uma semana de merda. Estou sozinho contra o léxico, a sintaxe e a tipografia, estou cansado como o caraças e profundamente frustrado. E querem que seja "mais criativo". E que faça um curso. Obrigado, mãezinha! Pôrra, nada a fazer, nasci para dar o cérebro de barato.

3 comentários:

M. disse...

Coragem, salmonete, já só te falta um dia! E depois há almoço;)...

João disse...

Antes do almoço ainda há uma noite e um dia inteiro de relax. Um desabafo. Como diz o meu irmão, com a sua sabedoria prgmática: "É a vida".

M. disse...

Desabafa, rapaz, desabafa:)... textúnculos, retextos, rodízios... o que te sair;)!

Arquivo do blogue